Michelle Rebelo

Professora de Teatro

Biografia

Michelle Rebelo nascida na África do Sul, é Gestora e Produtora Cultural, desde 2010, licenciada
em Gestão de Lazer e Animação Cultural pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.
Pós-graduada em Gestão e Produção Cultural pela Humak University of Applied Scences, na
Finlândia e Mestre em Gestão de Eventos – vertente de Artes e Espetáculos pela University of
Westminster, em Londres.

Michelle concilia os estudos com o início do seu percurso no teatro comunitário sob a direção
de Laura Valadas com o grupo de teatro Nova’mente. Com um foco definido para as Artes e
Espetáculos explora os conteúdos da Criação, Interpretação e Encenação sob a direção dos
docentes Marcantonio del Carlo e Marta Nunes.

Em 2014 ruma à Finlândia e dedica-se ao trabalho cultural e criativo direcionado para jovens em
situação de asilo e migrantes com a Associação Gloria Multicultural Center em Jyväskylä.
Colabora com Jyväskylä Art Musuem na curadoria do Festival de Teatro e Cultura da cidade.

Inicia o seu percuso no mundo da Educação e Pedagogia para as artes e criatividade em Londres,
Hammersmith e Fulham como coordenadora municipal do currículo de Artes e Espetáculos
fundamentando a oferta e participação com teatros locais nomeadamente Lyric Hammersmith,
Riverside Studios e Bush Theatre.

Na área da educação destaca a experiência ao coordenar um programa dirigido a jovens em
situação de exclusão nas zonas rurais de Katmandu onde através das artes performativas 25
jovens do Reino Unido e Nepal fazem chegar diversas mensagens educativas e de alerta social,
de forma a combater a divulgação do casamento na infância e na adolescência.

Em 2018 realiza o seu primeiro festival Creative Industries, que se repete por 4 edições.
Direcionado para jovens dos 6 aos 16 anos e a premissa de fazer chegar as artes e a cultura a
todas as escolas do município de Westminster. Para tal colabora com o London Theatre
promotor oficial do West End Live e intermediário de mais de 241 teatros em Londres. Leva o
teatro e o storytelling a viajar pela Europa com vários projetos europeus destacando Storymakers
uma parceria com a Faculdade de Motricidade Humana, Synthesys no Chipre e Teatr Grodzki na
Polónia onde são exploradas técnicas de storymaking para jovens aliando os principios do Teatro
do Oprimido/ Forum Theatre – método desenvolvido por Augusto Boal.

Já em 2024 regressa a Portugal com o sonho de inovar e trazer a criatividade, as artes e a cultura
para o desenvolvimento da educação, utilizando ferramentas como o teatro, como recurso
pedagógico aliado à didática e à prática, tornando a aprendizagem prazerosa, inclusiva e
participativa.

Actualmente é consultora no Westminster City Council, e coordena o departamento de gestão
de projectos na área do desenvolvimento económico e social focado nas indústrias criativas. É
fundadora e dirigente da POPHUB-Associação focada no ensino não formal e no
desenvolvimento das indústrias criativas no meio rural.

Apoios

Escola de Ensino Artístico Especializado da Música com financiamento do Ministério da Educação para leccionar Cursos Oficiais de Música.
2024 © CAPA